sexta-feira, 14 de maio de 2010

Nunca esquecer da família...

E não me importa se é macumba ou crente
O que importa é se faz bem pra gente
Buscar nas coisas simples a felicidade
Nunca esquecer de que lado eu vim da cidade
Eu vim de um lado pobre, mas que tem dignidade
Que mesmo sem dinheiro é feliz de verdade
Quem nasceu na rua, e foi criado na rua
Nunca se esquece da vida na rua
Nunca esquecer que meu pai trabalhou e muito
Pra hoje eu ser o que sou.
...
Nunca esquecer de onde eu venho
Nunca esquecer do meu empenho e tenho
Nunca esquecer da família e dos perceiros
Nunca esquecer que eu já fui feliz sem dinheiro
...
O respeito que eu dou
É o respeito que eu tenho

0 comentários:

Postar um comentário